Espécies ameaçadas

12.259

download.png
projeto casa da arara | voltar

casa da arara 

Logo para NF.jpg
Render Arara Blue  - Premium Design 3D (
3thumb2-low-poly-art-macaw-parrot-4k-bir

projeto

O Studio Fioroti Tajiri tem como um dos seus principais pilares o respeito pelo meio ambiente e, assim, visa, na prestação dos nossos serviços, contribuir com o desenvolvimento sustentável do planeta.
Como forma de unificar seus esforços sociais e assumir um importante compromisso com o nosso País, criamos em 2020 o projeto "Casa da Arara" com o objetivo de promover a Sustentabilidade, por meio de ações de preservação ambiental.
Sua causa principal será apoiar por meio dos sócios, como doador certificado, ao Projeto Arara Azul, atividade de preservação ambiental na região do Pantanal sul-mato-grossense.
Assim, contribuímos forma única e exclusivamente com uma porcentagem do nosso lucro líquido anual, promovendo, portanto, a participação indireta de cada cliente.
Sim! Somos uma empresa de pequeno porte. Isso quer dizer que, independente do tamanho,  todos nós podemos praticar atitudes sustentáveis =) Acreditamos que um pouquinho que cada empresa ou pessoa faz, muda o mundo. Isso também é empreender!
Nota: 1- O "Projeto Casa da Arara" trata-se de uma ação independente promovida pelo Studio Fioroti Tajiri. Não temos qualquer tipo de vínculo a não ser o de doador junto ao Instituto Arara Azul. Acreditamos e temos orgulho do Projeto Arara Azul promovido por aquele Instituto.

Fonte: https://www.institutoararaazul.org.br/a-arara-azul/

 

PSITACÍDEOS

É nessa família que encontramos as araras, papagaios, periquitos, jandaias, maracanãs, tuims, agapornis, etc. No mundo, as espécies encontram-se distribuídas pela área tropical do globo terrestre (neotropical, afrotropical, oriental e australiano) e irradiam-se para as áreas subtropicais e frias. O Brasil é o país mais rico do mundo nesta família, possuindo desde exemplares menores como o tuim, com 12 cm, até o maior representante, como a arara-azul, com 1 m de comprimento. Na época do descobrimento de nossas terras, essa abundância já era reportada, sendo o nosso país designado como “Terra dos papagaios” (Brasília sive terra papagallorum).

 

As principais características dessas espécies são as de possuir uma cabeça larga e robusta onde se apoia um bico forte, alto e curvo especializado em quebrar e descascar sementes. Para ajudar na manipulação dessas sementes, eles ainda possuem uma musculatura na mandíbula e na língua muito desenvolvidas. Possuem pés curtos, mas muito articuláveis, que além de sustentarem o corpo dos animais, auxiliam na manipulação dos alimentos que consomem. Tanto os machos como as fêmeas possuem lindas plumagens com cores exuberantes, conferindo-lhes uma beleza inigualável. Usualmente os sexos são bem parecidos.

Esta família é constituída de 78 gêneros (divisão dentro da família), onde são distribuídas 332 espécies de psitacídeos. Estudos realizados em 1994 mostram que 86 dessas espécies estão criticamente muito próximas da extinção e outras 36 ameaçadas de extinguirem se medidas não forem tomadas. Só no Brasil vivem cerca de 84 espécies distribuídas em 24 gêneros, segundo o Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos (CBRO).

A Arara Azul

espécies de animais e plantas em que

a exinção é uma ameça

o Brasil é o quarto país no ranking de animais que estão em perigo de extinção